Enviado Por:Frederico Moraes

Casamento Inusitado

Você já votou!

Fala Guga e pessoal do Gugacast Tudo bem? Me chamo Frederico, sou de Uberlândia, MG.

Venho contar a história de quando eu fui padrinho de um casamento peculiar.

A noiva do casamento era amiga da minha ex-namorada, e como ela era madrinha, eu fui padrinho por tabela. Quero dizer que eu nunca tinha visto os noivos até algumas semanas antes do casamento (ao ponto de que ainda hoje eu não me lembro do nome do noivo, por isso, podem chamá-lo como desejarem).

Uberlândia é uma cidade no meio do cerrado, e por isso, tem um clima bastante seco. Chove poucos dias no ano, e quando chove, é aquela chuva de arrastar carros e inundar avenidas. No dia do casamento foi uma das ocasiões em que essa chuva caiu.

A festa era em uma chácara (era um casamento evangélico). O jardim da chácara, que era bonito e bem arrumado, foi inundado. A decoração foi destruída. Para a sorte dos noivos (ou por serem bem preparados), havia um salão ao lado do jardim com as mesas da festa, pista de dança e tudo mais, e a cerimônia foi celebrada lá dentro.

Devido à chuva, eu e minha ex-namorada chegamos atrasados, enquanto os demais padrinhos (se me lembro bem, sete casais) já entravam. Corremos pelo jardim (que estava enlameado) e chegamos a tempo de entrar. Entramos com os demais casais, e parecia tudo bem.
Após os casais de padrinhos e madrinhas entrarem todos, foi a vez do noivo. Ele entrou com a música de abertura de Game of Thrones. Achamos exótico, mas tudo bem.

Sempre repeti (em tom de piada) algo que já ouvi o Azaghal falar bastante: todo evento social poderia ser feito em uma churrascaria. Inclusive casamento. Um dos pratos do casamento era carne assada, e eu achei isso excelente. Contudo, o cheiro de carne assada e de molho de alho adentrou o salão, e enquanto a noiva entrava, era impossível prestar atenção na mulher, todo mundo só queria saber da carne assada, cujo cheiro estava delicioso.

O pastor que celebrava a união do casal passou pelo menos vinte minutos fazendo uma espécie de stand-up comedy do inferno. Entre várias piadinhas sem graça, ele insinuou mais de uma vez que o noivo estava com os dias de liberdade contados. Ele também deu uma lição de moral na noiva falando que a instituição da família estava acabando e precisava ser resgatada (como se ela tivesse alguma culpa ou responsabilidade nisso).

Por fim, um garoto entrou com as alianças para o casal (o equivalente masculino à daminha de honra, mas nunca ouvi falar em “cavalheirinho de honra”, por isso estou chamando apenas de garoto). Ele estava com terninho e óculos escuros. Ao chegar na entrada do salão, começou a tocar a música tema de Missão Impossível. E o menino entrou correndo e dando cambalhotas, deixou as alianças cair. Foi um pouco constrangedor. As pessoas riam achando fofinho. Deduzi que isso foi ideia do noivo que riu bastante e parecia feliz. Novamente, achei exótico.

O resto do casamento seguiu dentro da normalidade. Dá pra ver a fumaça da churrasqueira dentro do salão em algumas fotos da festa.

Obrigado e continuem com esse excelente trabalho 🙂

Histórias em Destaque

15/04/2021
Enviado por: Cintia Oller Cespedes
Eu sou formada em Gestão Ambiental e em 2012, quando eu estava no último ano da faculdade…
15/02/2021
Enviado por: Caio Corraine
Duas pessoas encontram o amor de suas vidas em situações completamente diferentes.

Último Podcast

Gugawiki é um projeto onde relatamos detalhes épicos e curiosidades dos episódios.

E aí? Curtiu esta história?

Você já votou!

Últimos Episódios do podcast

Assine o Gugacast

Se você gosta demais do Gugacast, pode se tornar um assinante!
Você terá acesso a conteúdos exclusivos e diários.

Todos os direitos reservados • Blog do Guga Mafra • Desenvolvido por Marks.art.br