Faz um ano eu postei esse texto aqui no facebook e achei que fazia sentido trazê-lo aqui para o blog de playlists:

No final dos anos 80 minha irmã ganhou do namorado dela uma fita cassette com uma coletânea de “músicas lentas“.

Lentas” era uma expressão usada nos anos 80 para definir músicas com um beat menor, que dá pra dançar na festinha. Tinha também “rápidas” e até “balanços”.

Minha irmã terminou com o cara, desencanou da fita e ela acabou no meio das minhas coisas anos depois. Virou minha coletânea preferida de fossa, de lamentação, sofrimento, dor de cotovelo, depressão e vontade de ficar sozinho. Eu a reservava para esses momentos especiais e a chamava de “Fita Suprema de Lentas“.

Fitas não são muito resistentes. Ela quebrou e eu a salvei duas vezes, a primeira remendando a fita no carretel e a segunda trocando ela completamente de cartucho. Nessa segunda vez ela perdeu a identidade visual dela (que era mais ou menos essa da foto abaixo) e provavelmente por isso eu a acabei perdendo.

Esses dias lembrei do assunto e num esforço tremendo de memória e algumas horas no Spotify, consegui resgatar algumas músicas. Obviamente eu não consegui lembrar de tudo então fiz uma playlist em homenagem a ela.

Sacaram? Não é a Fita Suprema de Lentas. É um Tributo a Fita Supremade Lentas. Algumas músicas aí estavam na fita, outras nem existiam quando ela foi produzida, mas acho que de um modo geral consegui manter o climão que a fita tinha (que na verdade era meio bregão – romântico).

Eu chamei de “A Slow Supreme” (eu sei que não faz sentido, mas é legal). Aí está o link e a lista das músicas pra vcs 🙂